Número total de visualizações de página

domingo, 1 de abril de 2012

O LIXO É UM GRAVE PROBLEMA

Meio ambiente, fonte de vida ou lixeira?
Há muito tempo escuta-se dizer que o tempo necessário que um material demora para se decompor no meio ambiente é longo. Pois bem, mas quanto neste espaço de tempo à natureza será afetada? Colocando em risco toda uma variabilidade de ecossistemas, pela falta de conscientização, regras e/ou até mesmo punições que devem ser impostas ao homem.
.
Por certo, nesta nova ordem mundial que se apresenta marcada pelo capitalismo e consumismo através, da força econômica das empresas transnacionais, o avanço das tecnologias fruto da globalização e até mesmo das atividades realizadas no dia a dia, acabam por colocar a preocupação com o destino do lixo na fauna e também na flora em uma escala secundária.
.
Para se ter noção, a Universidade Pontificada Católica de São Paulo, divulgou o tempo de decomposição de materiais principais destruidores do meio natural: o plástico 450 anos, metal 100 anos, papel 3 a 6 meses e a borracha tempo indeterminado.
.
Em contrapartida, entulhos e produtos químicos despejados por indústrias e residências em rios alteram o equilíbrio de seus ecossistemas: mortabilidade de peixes e a contaminação da água; o
despejo de esgotos nas praias também é um problema grave de poluição ao meio ambiente; os lixões, aterros onde fica acumulado o lixo recolhido das cidades são áreas com sérios problemas ambientais.
.
Como foi retratado pelo jornal Bom Dia Brasil - TV Globo, a problemática do lixo hospitalar sem tratamento adequado nos Estados do: Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo é Aracaju. Fato peremptório pela ação antrópica, que já está levando a extinção de grandes biodiversidades.
.
Indubitavelmente, a reciclagem, apoio de ONGS na tomada da redução dos impactos causados pelo lixo contribui, mas não basta à esfera política concomitante ao tribunal de Justiça devem intervir com regras para as principais regiões poluidoras, buscando locais adequados e realizando o tratamento e a incineração do lixo.
Fonte: WebArtigos.com

Sem comentários:

Enviar um comentário