Número total de visualizações de página

sábado, 28 de novembro de 2009

FESTA "GIGANTES DA ECOLOGIA" Blumenau


Fomos priviligiados ao estar presentes no dia 27.11.2009 na linda e útil festa dos "GIGANTES DA ECOLOGIA", onde foram homenageados entidades oficiais, cientistas, pedagogos, escritores, banqueiros, empresários, artistas e muitos outros embaixadores com espirito ECOLÓGICO, alguns com séria responsabilidade na defesa do meio ambiente.

O tema escolhido foi a água, que foi considerada o sangue da terra, tema convenientemente desenvolvido num livro da iniciativa do anfitrião GUSTAVO SIQUEIRA, a quem desde já prestamos a nossa homenagem, pela sua valiosa contribuição social na defesa do ambiente, o que pode ser constatado visitando os sites: http://www.gigantesdaecologia.com.br/ e http://www.gustavosiqueira.com.br/

Bem haja GUSTAVO SIQUEIRA pela sua longa e constante luta por tão nobre objetivo.

A festa decorreu em Blumenau, num ambiente de bom gosto e glamour, onde todos os presentes tinham um objetivo comum, participar com um pequeno gesto demonstrativo do seu empenho na melhoria do nosso meio ambiente.

Em 2010, contamos voltar a estar presentes e se possivel mais participativos.

ALTERNATIVAS AO PLÁSTICO

A inciativa de reduzir e até banir o uso das sacolas plásticas nas compras, já se espalhou entre muitas pessoas, que passaram a usar sacolas de tecido reaproveitáveis, como faziam nossas mães e avós.

Mas, e naquelas situações em que está desprevenido e é preciso usar uma sacolinha? Para esses casos, a alternativa tem um nome complicado: oxibiodegradável. Apesar de, na aparência, as sacolas oxibiodegráveis se assemelharem às de plástico convencional, que podem levar mais de cem anos para se decompor na natureza, a nova opção contém uma substância chamada D2W, que facilita a degradação em no máximo um ano e meio.

Além das oxibiodegradáveis, outra boa ideia é a sacola retornável. Produzidas em algodão cru, um tecido que não passa por processos como alvejamento, acabamento e tingimento, elas utilizam poucos recursos hidricos, quimicos e de energia na produção.

A Restaura Jeans, rede do ramo de lavanderia e customização de roupas, já trabalha na reciclagem e o reaproveitamento de roupas, e resolveu adotar a utilização das duas opções sustentáveis de sacolas para diminuir o uso das feitas em plástico. "essa foi a maneira que encontramos para conscientizar e dar mais voz ao consumidor final na questão da responsabilidade ambiental para a qual todos devemos contribuir", finaliza o director Flavio Conrad.
Fonte: Revista de Negócios (www.revistaonline.com.br)

BONS EXEMPLOS

Algumas Empresas já descobriram que, que ao mesmo tempo que preservam o meio ambiente, suas iniciativas sustentáveis garantem a redução de custos para o empreendimento.

É o caso da Classic Corretora de Seguros, que implantou um programa de coleta seletiva feito por meio de lixeiras e bandejas própias para recolhimento de materiais recicláveis, como copos de plástico e papéis, e reduziu em 80% o descarte de materiais recicláveis.

Outra Empresa que investiu na Implantação de um programa de reciclagem foi a Jamef Encomendas Urgentes, em que todo o lixo reciclável, como papéis, copos e materiais plásticos recolhidos, é vendido e a renda é reinvestida no projeto, com treinamento, compra de materiais, lixeiras etc. Além disso, a Empresa ainda contribui com a preservação das estradas e ruas ao implementar saquinhos de lixo nos câmbios de cada um dos veiculos da frota. Ainda este ano, a transportadora pretende instalar em todas as filiais um projeto de tratamento de água, com o objetivo de reutilizar o recurso gasto com lavagem dos veículos. A meta é reduzir em 70% o consumo do recurso após implantação do projeto. Hoje, toda a água utilizada na lavagem dos veículos é tratada e volta a uso na lavagem da frota. Com este programa, cada litro de água pode ser reutilizado até sete vezes.

Seguindo a linha das Empresas engajadas, a Amanco, que fabrica e comercializa tubos e conexões, já reduziu 75% do consumo de água no processo de produção dos seus produtos. Os resultados na área ambiental são tão efetivos para a Empresa que, com a redução de consumo de água e a melhoria dos indicadores de ecoeficiência, ao longo dos últimos sete anos, foram geradas economias de mais de U$ 20 milhões.
Fonte: Revista Negócios (www.revistaonline.com.br)